OUÇA WEB RADIO ATIVA FM

O PORTAL DAS NOTÍCIAS DE BARRA D'ALCÂNTARA E REGIÃO

O PORTAL DAS NOTÍCIAS DE BARRA D'ALCÂNTARA E REGIÃO
E-MAIL 2: nicolas99878303@gmail.com

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Especialistas citam a cultura do machismo como um grande causador do feminicídio no Piauí

Machismo como sinônimo de violência e um dos principais fatores para o feminicídio.  (Foto: Reprodução/TV Clube)machismo mata. De fato, mulheres estão sendo mortas e com elas, sonhos também se vão, além de assolar a paz entre famílias. Na série feita pelo Piauí TV 1ª edição sobre o feminicídio, especialistas apresentam quem são os agressores, por que eles manifestam o desejo de poder sobre as vítimas a ponto de matá-las e destacam a importância de discutir a desigualdade de gênero como fator de vida e não de morte.
De acordo com a escritora e filósofa Márcia Tiburi, para muitos, a masculinidade é sinônimo de violência e que o machismo já é uma cultura construída do homem ao longo do tempo.
“A raiz do problema do feminicídio está a meu ver, numa certa compreensão de masculinidade que é introjetada pelo indivíduo, pelo cidadão comum. Então, no contexto em que esse machismo é um valor, a coisa é ainda pior, porque o próprio homem valoriza a si mesmo como um machista. Ele valoriza a ideia de masculinidade como violência, porque não se construiu uma ideia de masculinidade sem violência” explicou Márcia Tiburi.Segundo a delegada da mulher, Anamelka Cadena, o sentimento de poder do homem sobre a mulher também é um fator que edifica a prática do feminicídio, abrindo margem para o machismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário