Ouca Radio Ativa FM

O PORTAL DAS NOTÍCIAS DE BARRA D'ALCÂNTARA E REGIÃO

O PORTAL DAS NOTÍCIAS DE BARRA D'ALCÂNTARA E REGIÃO
E-MAIL 2: nicolas99878303@gmail.com

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Infraero alerta que aeroporto de Teresina só tem combustível até sexta

 Imprimir
Foto: Google Street View
O aeroporto Senador Petrônio Portela, em Teresina, tem combustível apenas até esta sexta-feira (25). Caso não seja reabastecido, em razão da mobilização dos caminhoneiros, existe o risco de que o aeroporto feche para pousos e decolagens. A informação consta do relatório do Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago) divulgado nesta quarta-feira (23), em Brasília.
O relatório aponta que o aeroporto tem capacidade de permanecer sem abastecimento por dois dias. Os aeroportos de Palmas (Tocantins), Recife (Pernambuco), Maceió (Alagoas) e Aracaju (Sergipe) têm combustível disponível apenas até hoje (23). Outros cinco aeroportos tem a mesma autonomia de combustível do Piauí de no máximo dois dias: Goiânia-GO, Campo Grande-MS, Ilhéus-BA, Foz do Iguaçu-PR e Londrina-PR.
Em nota, a Infraero disse que está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo.
 "Ao mesmo tempo, a Infraero está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa.Sobre o relatório mencionado pela reportagem, trata-se de um levantamento diário da Infraero e que ajuda a empresa a monitorar a situação do fornecimento de querosene de aviação pelas fornecedoras, além de auxiliar na proposta de ação por parte do Poder Público no sentido de garantir o abastecimento das aeronaves", afirma.
 
Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado. "A Infraero compreende o direito de manifestação, mas entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias", encerra a nota.
Os caminhoneiros em Teresina fizeram nesta quarta-feira (23) o primeiro protesto contra o aumento do diesel no país. Ontem (22), os caminhoneiros no município de Uruçuí iniciaram as manifestações. A categoria está protestos nas estradas federais e estaduais em todo o Brasil, os atos chegam a contar com interdições parciais e totais das rodovias em alguns momentos. Cerca de 300 caminhoneiros aderiram à manifestação em Teresina e estão parados no Posto Fiscal da Tabuleta, Zona Sul de Teresina.
Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes em 23 estados do país mais o Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque.
Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário